março 21 2022 0Comment
Ferramentas para obras

Obras nos Condomínios: 3 dicas essenciais para planejar

Obras nos condomínios causam tormento na vida dos moradores se não planejadas corretamente. Barulhos, sujeira, reclamações, são algumas das coisas que o síndico pode enfrentar ao decidir iniciar alguma obra nas dependências do prédio, mesmo que seja para melhoria e benfeitorias.

Por isso, é preciso que o síndico se programe para que tudo ocorra como planejado e não haja dor de cabeça.

Antes de iniciar com as dicas é importante saber quais são os tipos de obras estabelecidos por lei que podem ser realizadas em condomínios antes de levá-las para aprovação aos condôminos em uma assembleia condominial.

Tipos de obras

Obras nos condomínios traz grandes vantagens ao imóvel, como valorização, mais segurança, trazer conforto e muitas outras coisas. Entretanto, para cada finalidade existe um tipo de obra adequada estabelecido no artigo 1.341 do Código Civil.

Confira quais são elas!

Obras necessárias

São obras que têm como objetivo preservar o espaço do moradores, levando mais tranquilidade, como por exemplo: Reparação hidráulica e elétrica, reparação no encanamento, reforma de telhados, instalação ou troca de para-raio e outros que se encaixam nessa categoria.

Esse tipo de obra depende de aprovação da maioria dos condôminos.

Obras úteis

Projetos que visam aumentar um espaço ou facilitar o acesso naquele ambiente, melhorando a vida dos moradores. Algumas dessas obras são: Ampliação de garagem, acessibilidade, instalação de sistema de segurança e controle de entrada.

Para ser aprovada, esse tipo de obra necessita da maioria dos votos positivos, inclusive daqueles que não estão presentes na assembleia condominial.

Obras voluptuárias

Focadas no lazer, conforto e estética, esses projetos ocorrem com o intuito de investir no aspecto visual do prédio. Exemplos: piscinas e paisagismo.

Obras desta categoria necessitam de ⅔ (dois terços) de votos para autorização, mas em casos de urgências é possível a aprovação sem votação.

É importante ressaltar que independentemente do tipo de obra, todas devem passar por uma assembleia para apresentar a proposta, orçamentos e decisões relacionadas ao projeto.

3 dicas essenciais para as obras nos condomínios 

Após a aprovação é hora de colocar a mão na massa, não literalmente. Então aqui estão algumas dicas importantes para se atentar no decorrer dessas obras.

Defina um responsável

Seja o próprio síndico ou um morador encarregado, é importante que haja uma pessoa que vistorie o andamento e certifique-se que tudo está indo de acordo com o planejamento apresentado em reunião com os condôminos.

Comunique os moradores com antecedência

Divulgue para todos os moradores quais os prazos estimados para o início e término das obras e se tiver algum imprevisto durante, comunique também.

Tenha um plano B

Não só em obras, mas também na vida, imprevistos acontecem. Por isso é importante estar preparado e ter em seus planejamentos os problemas que podem ocorrer ao longo do serviço.

Confira também: Gestão Condominial:5 erros na administração que devem ser evitados 

Curtiu essas dicas? No blog da Zangari você encontra mais informações sobre o cotidiano nos condomínios e outras dicas.

zangari

Mais do que administrar seu patrimônio. Cuidamos do seu bem estar.

Write a Reply or Comment