fevereiro 03 2022 0Comment

Boleto Falso: dicas de como NÃO cair nesse golpe

Receber diversos avisos de cobranças e boletos faz parte do nosso cotidiano. Mas, na correria do dia a dia, é normal a gente não parar para analisar conta por conta. No entanto, é preciso estarmos atentos ao golpe preferidos de pessoas mal-intencionadas: Boleto Falso.

Muito comum nos meses de início e fim de um ano, esse golpe é bastante aplicado por bandidos que querem lucrar em cima de pessoas que mantêm suas contas em dia. Com a tecnologia, isso se estendeu aos boletos online, então nossos cuidados devem ser redobrados.

Condomínios residenciais sofrem duplamente, pois, além de causar dor de cabeça ao morador, vítima direta da fraude do boleto, síndicos e administradoras também sairão no prejuízo ao não ter a conta paga pelos moradores, afetando no pagamento dos serviços condominiais, como: manutenção, segurança, conta de água, salário de funcionários e outras obrigações mensais.

Como funciona o golpe do boleto falso?

Apesar de ser um golpe antigo, ele ganhou nova cara e formatos conforme o tempo passou, podendo acontecer de forma física ou digital.

Fique atento às características de cada um.

Boleto Físico

O golpe do boleto falso funciona da seguinte forma:

Bandidos alteram os dados de um boleto e enviam para a pessoa informando que determinado valor deve ser pago por ela. A pessoa paga, crente que está se livrando de mais uma pendência, mas o valor pago, na verdade, cairá na conta dos criminosos.

Esses documentos, geralmente, são enviados por veículos que se passam como agências bancárias ou empresa beneficiária para gerar mais “credibilidade” ao fazer a cobrança.

Boleto Digital

Um documento em formato PDF enviado por e-mail ou outros meios de comunicação online, como aplicativos de mensagem e redes sociais.

Além das mesmas características de golpe de um boleto físico, um boleto digital falso pode dar mais dor de cabeça, pois atualmente os bandidos podem inserir vírus no link do suposto boleto de cobrança que, se clicados, irão trazer prejuízos.

Dicas para se prevenir desse golpe

Mas você deve estar se perguntando:

Se esses golpes são tão comuns, será que devo confiar nos boletos que recebo?

O boleto ainda é uma das alternativas mais práticas e confiáveis de pagamento, pois com ele é possível identificar rapidamente a fraude no documento com apenas alguns passos que a Zangari vai te mostrar agora.

Não clique em links suspeitos

Seja por e-mail, SMS ou aplicativo de mensagem, não clique em links enviados que você não identifica o endereço de contato ou seja desconhecido da sua parte.

Anote em algum lugar as informações de contato em que geralmente são feitas as cobranças para você. Assim, caso receba de um remetente diferente, comunique a empresa credora do ocorrido e questione a veracidade.

Instale um antivírus no seu computador

Os programas de antivírus irão identificar atividades suspeitas que estão sendo enviadas para você, garantindo maior segurança.

Confira os dados do documento

Ao receber um boleto, tanto físico quanto digital, é importante conferir as informações que estão ali e checar se estão corretas

Alguns dados para conferir são:

  • Valor cobrado;
  • Data de emissão e vencimento;
  • Nome da empresa;
  • CNPJ da empresa;
  • Endereço;
  • Nome do beneficiário;
  • Instituição de cobrança.

Boletos falsos também costumam apresentar erros de português em sua estrutura, preste atenção se tem palavras escritas erradas, erros de acentuação e pontuação.

Verifique o código de barras

O código de barra em boletos verdadeiros terão a mesma numeração, tanto na parte superior quanto na parte inferior do documento.

A numeração do código de barras é utilizada para identificar valor, código da agência, moeda e data de vencimento, podendo conter 47 ou 48 números para identificação do documento.

Algumas informações importantes para saber sobre a linha digitável, representação numérica do código de barras, são:

– Os 3 números iniciais indicam o código identificador do banco;

Confira a lista completa de códigos de todos os bancos do Brasil.

– O 4º número representa o tipo de moeda, sempre 9 para R$ (real);

– Os 10 últimos números indicam o valor do documento;

– Os 4 números antes do campo indicativo de valor, indica o fator de vencimento.

Ao analisar esses campos, cheque se as informações correspondem com os dados informados a você pelo recebedor do valor.

A Zangari oferece segurança para síndicos e moradores no pagamento, pois adere ao programa de envio de boletos e comunicados somente por e-mail!

E com as dicas que nós te demos agora, você ficará mais tranquilo com as cobranças que receberá, sem maiores dores de cabeça para se preocupar no dia a dia. Quer saber mais sobre os serviços da Zangari Gestão e Consultoria Imobiliária? Acesse nosso site e conheça tudo que podemos oferecer para você e seu condomínio.

zangari

Mais do que administrar seu patrimônio. Cuidamos do seu bem estar.

Write a Reply or Comment