junho 09 2021 0Comentários

Retrofit: esse método de modernização de edifícios tem ajudado no bem-estar entre condôminos

Construir edifícios já é algo comum desde o século passado. Em diversos bairros de grandes capitais, e até do interior, é possível encontrar prédios históricos e charmosos, especialmente nas regiões centrais.

Entretanto, essa estrutura já é considerada ultrapassada, e assim como o mundo moderno, a construção civil teve que se adequar a novos formatos para que o conforto e bem-estar de condôminos não seja afetada com obras grandes ou inacabadas.

A partir dessa premissa surgiu o retrofit. Esse método procura atualizar, adaptar, ou mais precisamente modernizar edifícios, preservando o que há de bom na sua estrutura, aliando esta com o que há de mais moderno na construção civil.

Nós, da Zangari, separamos alguns tópicos para você entender de fato o que é o retrofit e como esse recurso pode ser útil para a funcionalidade do local e bem-estar entre condôminos.

Retrofit, o que é?

O retrofit é um conceito que surgiu na Europa e nos Estados Unidos, e é derivado do inglês “colocar o antigo em forma”.

Essa nova onda de revitalização de edifícios busca adaptar a construção já existente com implantações mais modernas, adequando-a às exigências atuais e fazendo-a durar mais longos anos.

O retrofit não repagina a aparência original do prédio. Ele tem como conceito deixar a fachada original, dando origem a uma construção “retrô moderna” – harmonizando o antigo com o novo.

Retrofit, reforma e restauração

Mas afinal de contas, qual é a diferença entre os três termos?

A reforma é um processo simples, de pequena intervenção, que não altera por completo os espaços. Ela pode modificar o prédio e até a estrutura arquitetônica da construção.

Por outro lado, o retrofit é uma atualização da estrutura do prédio, sem modificá-lo por completo, aproveitando a estrutura antiga para introduzir novas instalações modernas, como por exemplo, a iluminação e a fachada. Por último, a restauração é o ato de renovar algo que tenha valor histórico.

Retrofit dispõe de inúmeras vantagens

Já está na cara que o retrofit pode melhorar a estrutura dos edifícios e, consequentemente, ajudar no bem-estar entre os condôminos, trazendo mais conforto e comodidade.

Ainda assim, há outros aspectos importantes para serem lembrados, que garantem a eficiência da funcionalidade:

  • Melhoria na estética de fachadas e escritórios;
  • Valorização do prédio;
  • Revitalização e estética em espaços corporativos;
  • Uso da sustentabilidade nos edifícios;
  • Instalações modernas e atualizadas;
  • Bem-estar e conforto aos moradores ou funcionários em ambientes corporativos.

Retrofit possui diversos tipos

Listamos alguns exemplos de retrofit que são atuais e ajudam na modernização de edifícios. São instalações de:

  • Sistemas de segurança, telefonia e informática em todos os ambientes;
  • Parte elétrica e eletrônica em todos os andares, utilizando piso elevado – isso facilita os trabalhos de manutenção e instalação de equipamentos;
  • Ar-condicionado central e sistemas de iluminação modernos e seguros;
  • Forro de gesso para esconder instalações elétricas;
  • Sistema de prevenção contra incêndios;
  • Catracas com sistemas de identificação;
  • Portaria, hall e elevadores mais modernos;
  • Estruturas metálicas ou troca de vidros e janelas;
  • Pintura com cores atuais ou troca de tintas por pastilhas;
  • Nova distribuição de plantas no prédio, sem modificar a estrutura externa – nesse caso é necessária a aprovação da nova planta pela prefeitura; ou
  • Nova fachada.

Está na hora de fazer a obra?

Quem deve saber a hora de apostar no retrofit, deve ser você, síndico ou condômino, em assembléia extraordinária.

Entretanto, há algumas condições que mostram qual é o momento correto para revitalizar o prédio ou espaço e ambiente. 

Entre esses, destacam-se, os custos de manutenção – cada vez mais elevados -; as instalações precárias e as novas normas de acessibilidade cada vez mais exigidas em empreendimentos residenciais.

Sobre isso, o Secovi-SP indica algumas situações básicas em que o retrofit é admissível:

  • Quando a recuperação reduz custo em comparação a uma construção nova;
  • Quando, no caso de uma edificação histórica, essa intervenção cria condições para novas funções e facilita o seu uso.
  • Em qualquer uma dessas situações, o Retrofit tem o sentido da renovação, diz o Secovi, onde o retrofit exige que se encontrem soluções integrais para as fachadas, instalações, elevadores, proteção contra incêndio e outros itens;
  • O retrofit deve buscar a eficiência, pois é mais difícil do que iniciar uma obra, por conta das limitações físicas da antiga estrutura;
  • A redução do prazo e a adequação geográfica do imóvel servem de estímulo à adoção dessa prática.

Retrofit e a legislação

Gerentes de obras e profissionais da construção civil devem ter cuidado quanto a utilização do retrofit nos trabalhos.

 Dessa forma, esses devem respeitar a legislação e regras impostas pelo Corpo de Bombeiros, órgãos públicos e entidades de classe da categoria, como o Conselho Regional de Engenharia e Agronomia e o Conselho de Arquitetura e Urbanismo.

A norma de Desempenho de Edificações Habitacionais (NBR 15575) disserta sobre isso.

Retrofit é aplicável às regras de obras dos condomínios

Assim como está na legislação, o retrofit também deve ser imposto em normas condominiais e tem de ter aprovação de moradores em assembleia ordinária.

Qualquer alteração necessita de concordância de ⅔ dos condôminos.

Retrofit é sustentável

A construção civil é um dos que mais consomem recursos naturais, logo aproveitar a estrutura de prédios antigos para deixá-los ainda mais modernos, fazem com que aconteça a diminuição dos impactos gerados pelo setor.

Por conta disso, o Conselho Brasileiro de Construção Sustentável acredita na capacidade e potencialidade do retrofit como novo método de modernização de edifícios.

Retrofit é a nova tendência dos condomínios atuais

O retrofit é uma dessas novas tendências que são essenciais para dar ainda mais conforto aos moradores. A Zangari entende a importância do método e acredita no potencial deste para construir uma estrutura moderna no seu condomínio. 

Estamos há mais de 45 anos no mercado imobiliário de São Paulo e atuamos nos segmentos de gestão condominial, gestão operacional, gestão de locações e compra e venda de imóveis de forma ética e com responsabilidade.

Na Zangari proporcionamos o melhor atendimento para você e seu condomínio, com excelência em gestão administrativa, operacional, financeira, administração de pessoal e facilidades online.

Clique aqui para entrar em contato conosco e ajudaremos no que for preciso!

allure

Escreva um Comentário