janeiro 21 2019 0Comentários
crianças em condomínios

Cuidados com crianças em condomínios

Crianças estão presentes em uma grande parte dos condomínios de nossa cidade, e são um foco constante de preocupação por parte dos seus responsáveis e por quem cuida da administração condominial.

Sua presença nas áreas comuns tende a se tornar maior durante o período de férias escolares, causando um pouco mais de barulho e confusão. Mas com uma dose adicional de compreensão e paciência, esta animação adicional não demora a passar e tudo volta à normalidade.

Porém, independente do período do ano, é importante que o condomínio tome os devidos cuidados e adote regras para evitar que acidentes ocorram. Algumas áreas são particularmente importantes e devem ser objeto de atenção:

  • Garagem e áreas de circulação de carros: é importante que crianças sejam proibidas de frequentarem sozinhas estas áreas, que também devem ter sinalização e iluminação adequadas.
  • Piscinas: é importante que estejam cercadas, possuam piso antiderrapante e que a legislação referente à sua acessibilidade seja respeitada. É fundamental que crianças pequenas estejam sempre acompanhadas de um responsável.
  • Playground e brinquedos: devem estar em bom estado de conservação. Vistorias periódicas devem ser feitas para evitar que materiais enferrujados ou defeituosos coloquem a segurança dos pequenos em risco. O condomínio deve atentar também para suas condições de higiene.
  • Brinquedoteca: até estas áreas devem ser foco de atenção, pois brinquedos inofensivos para crianças maiores podem ser perigosos para as mais novas (ex. uma criança engolir pequenas peças). É fundamental que um responsável escolha quais brinquedos podem ser usados por cada criança.
  • Áreas de maquinário: devem ser fechadas e sem acesso para crianças, que podem se sentir tentadas a acessá-las para brincadeiras como esconde-esconde.
  • Áreas que estão passando por limpeza, manutenção, ou por instalação de equipamentos: por exemplo, locais pisos sendo lavados ou encerados, com pintura de fachada, ou em que ar condicionados estão sendo instalados em unidades devem ser devidamente isoladas.
  • Escadas: devem estar bem iluminadas, possuir corrimões, mas acima de tudo, devem ser proibidas para crianças desacompanhadas.

É importante que o regimento interno do condomínio indique quais áreas são permitidas para crianças de cada idade, e informe também a necessidade de acompanhamento de um responsável. Mas é certo também que a conscientização sobre os perigos em um condomínio deve começar em casa, com os pais conversando com seus filhos sobre o que é permitido e o que é proibido.

Adotando normas e cuidados básicos, a segurança de nossos pequenos moradores estará garantida.

Fonte: ZANGARI

zangari

Mais do que administrar seu patrimônio. Cuidamos do seu bem estar.

Escreva um Comentário