abril 22 2019 0Comentários
Home Staging

Usando o Home Staging para facilitar locações e vendas

Sabemos que o mercado imobiliário de São Paulo está se recuperando aos poucos, o que é uma boa notícia principalmente para quem tem um imóvel para vender ou alugar. Ainda que um proprietário não tenha como influenciar variáveis econômicas importantes como desemprego, renda, taxa de juros e etc., pode e deve fazer tudo que está ao seu alcance para aumentar as chances de seu imóvel ser vendido ou alugado com mais rapidez e por um valor adequado.

Para isto, é interessante lançar mão de ações utilizadas no Home Staging, prática muito comum nos EUA e que contribui para melhores negociações. Para se ter uma ideia, uma pesquisa da National Association of Reators (NAR) mostrou que imóveis que passaram por Home Staging foram vendidos até 50% mais rápido do que os que não utilizam esta técnica.

No que consiste o Home Staging e quais ações podem ser utilizadas?

Basicamente, consiste em deixar o imóvel o mais atrativo possível para quem vai visitá-lo. A ideia é que o cliente se sinta confortável e se imagine morando ali. Parte de três pontos básicos: limpeza, organização e pequenas reformas (quando necessárias).

Dificilmente um comprador ou locatário irá se sentir atraído por um imóvel em más condições de limpeza. Deixá-lo perfeitamente limpo pode fazer com que o pretendente não só tenha uma imagem positiva, mas também que queria olhar o imóvel com mais atenção. Em imóveis vazios e desocupados há algum tempo, tome cuidado com aquele odor de apartamento fechado, e limpe bem os armários. Lembre que olfato é o único sentido do corpo humano que nós não conseguimos “desligar”.

O segundo ponto importante é a organização, principalmente nos casos em que o imóvel está mobiliado. Arrumar os espaços facilitando a circulação do cliente, organizar a forma como os móveis e objetos de decoração estão dispostos, e guardar objetos pessoais (como roupas, porta retratos, comida, etc.) é sempre importante. Vale a pena ter cuidado nos pequenos detalhes, como a arrumação de almofadas, itens na cozinha etc. A mesma lógica vale para apartamentos e casas vazios: não deixe à mostra produtos de limpeza, certifique-se que os armários não tenham sobras de itens pessoais e etc.

Por fim, verifique a necessidade de pequenas reformas para tornar o espaço mais atrativo. Pintar paredes com pintura desgastada, melhorar o estado de pisos, corrigir pequenos problemas como rachaduras, e trocar louças sanitárias e espelhos de tomadas podem até gerar alguns gastos, mas que normalmente são compensados por uma locação mais rápida e por melhores valores. O mesmo vale para o caso de venda do imóvel, mas sempre ponderando se o que foi gasto pode ser recuperado pelo valor obtido na venda.

Tenha em mente outro ponto importante: tudo isto permitirá que as fotos do imóvel fiquem muito melhores, gerando maiores quantidades de visitas. Aproveite estas sugestões básicas e faça bons negócios!

Fonte: Zangari

zangari

Mais do que administrar seu patrimônio. Cuidamos do seu bem estar.

Escreva um Comentário